HISTÓRIA da Cidade

 

 

 

A ORIGEM DO NOME JUCATI

 

 

QUANTO SÍTIO A POVOADO OURICURI – 1915 A 1926

O Sítio Ouricuri era repleto do coqueiral denominado Ouricuri natividade normal do seu terreno, muito fértil e produtivo. OURICURI espécie de palmeira que também tem o nome ALICURI, URICURI, NICURI chamado mais pelos índios de ARIRI. Muito gostoso de excelente sabor, fortalecimento humano, vendido nas feiras e festas enfiado em um cordão tipo rosário.

 

 

PASSAGEM PARA CATEGORIA DE DISTRITO OU VILA.

Ao passar para vila recebeu o nome de PINDORAMA, o qual denominada terra de coqueiral ou campos de palmeira, este nome foi artificialmente indicado por Couto de Magalhães, cujo segundo Aurélio Buarque de Holanda, representa terreno de palmeiral e ainda quer dizer Brasil, visto Pedro Álvares Cabral haver descoberto o Brasil desembarcando em zona marítima coqueiral.

Ainda como Vila (1931) teve seu nome de Pindorama substituído pelo nome de JUCATI, pela interferência do Dr. Mauro Melo, cujo nome designativo de terreno pedregoso, argila forte a toda prova do tempo além de toda sua periferia na época a caatinga havia bastante PAU-FERRO que também é chamado de JUCÁ, altamente medicinal, rico em iodo e tanino vegetal.

ELASTICIDADE DO SEU TERRENO GEOGRÁFICO

No Processo de passar a Distrito e Vila o número de habitantes no povoado era inferior ao exigido por Lei, para isso foi desmembrada grande parte do terreno do distrito de JUPI, para completar a exigência da Lei. Motivo de hoje Jucati constar de uma zona rural maior que JUPI.

SUA JURISDIÇÃO HISTÓRICA, ADMINISTRATIVA E POLÍTICA

Nomenclatura

Municípios que pertenceu

Vigência

Sitio Ouricuri 

Canhotinho

1915 à 1926

Povoado Ouricuri

Canhotinho

1927 à 1929

Povoado Ouricuri

Palmeirina

1930 à 1931

Vila Pindorama

Angelim

1931 à 1939

Vila de Jucati

Angelim

1939 á 1959

Vila de Jucati

Jupi

1959 á 1991

Cidade de Jucati

Jucati

1992

 

FAMÍLIAS TRADICIONAIS

Moreira, Eloi, Peixoto, Rodrigues e Pontes.

 

Emancipação

O município de Jucati foi criado, através da lei estadual nº 10.624, datada de 01 de outubro de 1991. Seu território foi desmembrado do território do município de Jupi.

 

Localização: Mesorregião Agreste, microrregião Garanhuns, distante 207 km do Recife.
Área: 121 km2
Solo: Argiloso
Relevo: Suave ondulado
Vegetação: Caatinga Hiperxerófila
Ocorrência mineral: -
Meses chuvosos: Abril - Julho
População: 12.000 habitantes aproximadamente
Dia de feira: Terça-feira
Data de comemoração da emancipação política: 01 de outubro
Padroeira: Santa Terezinha

Limites: Ao norte com São Bento do Una, ao sul com São João e Garanhuns, a leste com Jupi e a oeste com Capoeiras.

Acesso: BR-232 e BR-423 (via Jupi).

Atividades principais: A atividade predominante é a agricultura, com maior potencialidade de desenvolvimento para indústria de móveis e farinha de mandioca.

Principais produtos: feijão, milho e mandioca.

 

 

1ª Administração:

Em 1993 assumiu o primeiro Prefeito o Sr. Expedito Pereira dos Santos (falecido) tinha como lema “Por amor a Jucati”, o qual teve a frente de nossa cidade até 1996.

 

2ª e 3ª Administração:
Em 1997 foi eleito o Prefeito Gerson Henrique de Melo tendo como lema “Compromisso com o Povo” e em 03 de outubro de 2000 foi reeleito, administrando o município até dezembro de 2004.

 

4ª Administração:
Com o apoio do ex-prefeito Gerson Henrique de Melo, Sheila Patrícia Oliveira de Melo foi eleita e em Janeiro de 2005, começou seu trabalho a frente da Prefeitura de Jucati a qual tem como lema “Sempre com o Povo”.

 

5ª e 6º Administração:
Em Janeiro de 2009 o Prefeito eleito Gerson Henrique de Melo iniciou seu 3º. mandato à frente desta prefeitura. E em em 03 de outubro de 2012 foi reeleito, administrará o município até 31 de dezembro de 2016.

 

7ª Administração (Atual):
Em Janeiro de 2017 o Prefeito eleito Edinaldo Peixoto iniciou seu 1º. mandato à frente desta prefeitura.