Lançamento do 13º do Bolsa Família em Jucati


compartilhar no facebook

 

O governo do estado lançou, na última quinta-feira (4), o programa de transferência de renda denominado de 13º do Bolsa Família de Pernambuco.

Em função do novo programa a equipe do governador Paulo Câmara tá percorrendo os municípios pernambucanos para divulgar o programa e tirar as dúvidas dos beneficiários, e, hoje foi à vez de Jucati receber a visita da equipe do governo, e, contou com a presença do prefeito Ednaldo Peixoto e do vice Prefeito Luciano Campos, a 1ª dama e secretária de Assistência sSocial Cristiane Elóy, o Presidente da Câmara Givaldo e demais vereadores.

 

O 13º do Bolsa Família pagará uma parcela adicional do benefício no limite de R$ 150,00. Atualmente, aproximadamente 1,1 milhão de famílias são atendidas no estado, o que representa 35% da população. Desse grupo, cerca de 89% estão na linha da extrema pobreza.

 

Em Jucati cerca de 1800 famílias estão cadastradas no programa. As pessoas que ganham menos que R$ 150 terão direito a uma nova parcela de valor igual ao que recebem mensalmente. Por exemplo, quem ganha R$ 80 por mês vai receber mais R$ 80 como décimo terceiro. No entanto, esse valor adicional pode chegar a até R$ 150 se a família cadastrar o CPF na Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica (NFC-e) ao comprar produtos alimentícios, gás de cozinha, vestuário, calçados, material de limpeza, higiene pessoal e medicamentos.

 

“Quem recebe abaixo de R$ 150 deve procurar colocar o seu CPF e de membros de seu núcleo familiar na Nota Fiscal Eletrônica porque, ao final de um ano, quando for apurado o período de se pagar a 13ª parcela, será restituído o valor de 5% daquele valor total”. Só serão aceitas as notas fiscais de integrantes da família que estejam no Cadastro Único do Bolsa Família.

 

O reembolso pode chegar a até 5% do valor total das compras. Só terá direito à parcela adicional quem tiver recebido o Bolsa Família durante pelo menos metade dos meses do período de apuração, que, em 2019, vai de 23 de março de 2019 a 31 de janeiro de 2020. Portanto, pode ganhar a nova parcela quem recebeu pelo menos cinco dessas dez parcelas, seguidas ou não. Em 2020, a apuração será feita entre 1º de fevereiro e 31 de janeiro de 2021. Nesse caso, será preciso ter recebido seis das doze parcelas.

 

Na campanha eleitoral de 2018, o então candidato Jair Bolsonaro, agora presidente, chegou a cogitar a implantação de uma parcela adicional do Bolsa Família. No entanto, caso o Governo Federal lance um programa novo, isso não impactará na versão estadual. “Esse programa é do governo do estado e ele está garantido independentemente”, explicou...

 

As parcelas de pagamento serão divididas em três etapas. Em fevereiro de 2020, receberão o benefício os nascidos de janeiro a abril. Em março, os que nasceram entre maio e agosto, enquanto os nascidos de setembro a dezembro vão receber em abril. A data base de nascimento é do responsável familiar cadastrado.

 

Para o prefeito de Jucati Ednaldo Peixoto, o município será beneficiado. “Com isso, esse dinheiro de compra de itens irriga na economia local”, disse o prefeito.

 

Para mais informações, a população pode ligar para a Ouvidoria da Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude através da central no 0800 081 4421. O atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 16h